Principal

  Artes
  Blog
  Brainstorm
  Calendário
  Câmbios
  Divulgue-nos
  E-book Center
  Emprego
  Entrevistas
  Expressos
  Fotos
  Fotos a 360º
  Freeware
  Genealogia
  História
  Humor
  Jogos
  Links
  Livraria
  Mapas
  Meteorologia
  Música
  Náutica
  Patrocínios
  Poupar
  Reflexão
  Saúde
  Screensavers
  Sites da Região
  Vista do Espaço

  

Estamos no  Sapo

 

 

 

Vila Nova de Milfontes representa para muitos, um excelente local de férias e de lazer. As pessoas que frequentam locais de férias, cada vez mais são motivadas para a qualidade de vida. A qualidade de vida também depende da saúde. E a saúde depende da boa preparação física que só o desporto pode dar.

 

Apresentamos aqui um primeiro artigo sobre saúde e preparação física da autoria de um experimentado praticante de desporto - Filipe Quaresma.

 

Introdução

No decorrer do ultimo século, nos países industrializados, observou-se uma mudança radical nos hábitos das pessoas. Meios técnicos de todas as espécies substituíram progressivamente o trabalho muscular. É claro que estas inovações tecnológicas constituíram progressos, mas também trouxeram problemas. Um destes problemas é que o homem, enquanto ser biológico, está preparado para desenvolver trabalho físico intenso (caça, trabalhos manuais, etc.).Contudo, o indivíduo passou de um ser activo a um ser sedentário, que se desloca através de meios de transporte motorizados, cuja actividade física se reduz, por vezes, ao movimento dos dedos no comando da televisão. Com esta modificação do estilo de vida, o homem expõe-se a inúmeros perigos: redução da capacidade de determinadas funções vitais, má alimentação, obesidade, aumento do risco de contrair certas doenças e enfraquecimento geral do organismo. Portanto, como o corpo foi constituído para a acção e não para o repouso, o homem deverá fazer exercício físico (que noutros tempos fazia por necessidade) como forma de lazer.

 

A actividade física

O desporto de competição é uma actividade tradicionalmente reservada a um grupo restrito de praticantes. No entanto, a sociedade de hoje inclina-se, pouco a pouco, para aquilo que se denomina o desporto dos tempos livres ou o "desporto para todos". Agora, a questão que se coloca é "que actividade escolher?". 

 

O indivíduo deverá optar por uma actividade que goste e que se adapte à sua maneira de ser. É também necessário que esta seja compatível com as suas aptidões físicas, sendo aconselhável uma opinião médica. 

 

Segundo Labadie, podemos distinguir três tipos de actividades físicas: As actividades físicas básicas, as actividades físicas intensivas e as actividades físicas de alto risco.

 

Actividades físicas básicas

Marcha:

Esta é sem dúvida a actividade básica mais acessível. Para ser benéfica ao organismo é necessário percorrer três a quatro km por dia, a uma média de 6 km por hora, fazendo-se um tempo mínimo de trinta minutos. Pode-se praticar em qualquer lugar, sendo no entanto o contacto com a natureza desejável, pois obtém-se um efeito anti-stress maior. Este tipo de actividade é aconselhada para pessoas de meia e avançada idade, pois não é violenta no que respeita à carga imposta, tanto no sistema cardiovascular e respiratório como nas estruturas articulares.

Corrida:

A corrida provoca no organismo um maior desgaste muscular e energético. É óptima para fornecer uma boa condição física, melhorando a eficácia do sistema cárdio-respiratório, sendo uma actividade básica do desportista.

 

O "desportista de fim de semana" tem de praticá-la com prudência.

 

Condição essencial quando se pratica corrida é respeitar o princípio da "não exaustão". Deve ser feita  de maneira progressiva, respeitando os limites de determinadas funções vitais (frequência cardíaca, ritmo respiratório).

 

A corrida pode ser combinada com marcha: jogging. Deve-se fazer dois a três treinos semanais.

Natação:

A natação é, sem dúvida, o desporto que mais respeita a biomecânica das articulações, trabalhando ao mesmo tempo grandes grupos musculares. No entanto, deve ser praticada com precaução, principalmente por indivíduos que não tenham grande conhecimento e à-vontade sobre e no meio aquático (refiro-me à prática em meio natural: rios, mar, albufeiras...).

Página seguinte>>

 

Site optimizado para IE4 ou superior (resolução de 800x600)

Copyright © Milfontes ponto Net!